Resultado do 1° sorteio

O final de semana foi hiper corrido e agitado com a Feira de Criatividade, ainda estou recuperando as energias, sarando o ombro detonado e produzindo os posts novos da casa.

No sábado acabei ficando sem 3g para fazer o  1°sorteio e o resultado saiu no domingo. O vencedor foi o André Barbosa, blogueiro que comanda o Maoleskine.

10246393_714499435281473_7484028144240543502_n

10308231_715094735221943_7777381360298436255_n
André Barbosa, O Vencedor. Euzi, de cabelo novo e coroa de flores. Raquel Lindíssima e Nacib, os comandantes da Retrô a La Mode S2

 

 

No domingo o André foi passear pela feira e buscar seu prêmio, uma camiseta da marca Retrô a La Mode, que só tem estampa linda e todo domingo está lá na feira da Eduardo Ribeiro.

Quem quiser ver mais da Retrô, pode bisbilhotar a fan page aqui oh:  https://www.facebook.com/aretroalamode

Quem não ganhou dessa vez não precisa ficar desanimado, porque ainda  tenho alguns presentes da feira para sortear por aqui. Fiquem ligadinhos 😀

Mais uma vez, obrigada a todos que passaram lá com a gente na feira, foi demais!

quem não foi perdeu.

Beijos de luz!

 

Jogando as cartas na mesa + Sorteio

E aí que eu sumi, eu apareci, eu sumi de novo e cá estou novamente mais uma vez. Acho ridículo pra minha cara furar pela segunda vez o tema da casa, mas hoje vou contar para vocês o real motivo de toda essa ausência e confusão.

Bom, quem me ~acompanha nas redes sociais~ (hahaha) já está sabendo que nos dias 3 e 4 de maio vai rolar uma feira linda e maravilhosa no CSU do Parque Dez, e a voz que vos fala é uma das culpadas desse evento acontecer, que está sendo planejado desde o início do ano pelo grupo Holos, na qual eu sou a CEO, biatchs (eu tinha que usar essa frase em algum canto, desculpa). Coordenar essa e todas as outras principais atividades da empresa recém nascida, está ocupando todas as poucas horas do dia, mas está sendo incrível e muito enriquecedor.

1975179_229770100555912_4739917699673022751_n
Taí o convite. É pra vocês irem, ok.

Para no futuro eu não me esquecer de todas as coisas boas que me aconteceram nesse processo de organização da I Feira de Criatividade, resolvi faltando 4 dias para o grande dia, compartilhar com vocês ao longo do mês de maio os bastidores disso tudo.

E para começarmos bem, vou lançar o primeiro sorteio da casa, que será algum produto criativo que me chamará atenção nesses dois dias de feira. Podem ficar calminhos que não tem perigo de ser um presente de grego, porque só vai ter coisa linda, exclusiva e original por lá.

bluze-tile
isso aqui é só uma amostrinha do que vai estar lá e você pode ganhar no sorteio! weee

Então vamos às regras do jogo:

– Curtir a página do blog: clica aqui

– Compartilhar essa imagem e expressar sua vontade em participar do sorteio em forma de comentário: clica aqui

– Quem quiser chance dupla, é só postar a imagem da Feira no instagram, mencionar o meu perfil @porondesteves e usar #feiradecriatividade

O sorteio será feito nesse sábado, durante a I Feira de Criatividade e o ganhador terá até o domingo para ir buscar. Sorteio relâmpago mesmo! #corrão

Ps.: Acho que estou esquecendo de mencionar algo importante, mas deixa pra lá. Minha mente está dando um nó nesses últimos dias. SOS.

Ps.: Ah lembrei, mais informações sobre a I Feira você encontra aqui oh:

Fan Page

Site

E pode confirmar presença no nosso evento também: https://www.facebook.com/events/1461449970758426/

 

Tira esse hiatus daqui.

Passei 2 meses implorando aos deuses por UM tema que rendesse papo na casa durante um mês inteiro. Resultado: estreamos o abominável hiatus.

Eis que eram 2 horas da manhã de uma sexta-feira, eu não conseguia dormir de maneira alguma e todas as ideias que eu precisava me caíram como um raio na cabeça.

* Levanta, acende o abajur, pega o caderninho, anota tudo aí, não vai deixar pra amanhã, você vai se esquecer, Carolina!*

Vamos tirar as teias dessa casa, xô bloqueio criativo, xô hiatus!

E para não ficar desconexo, confuso, feião, o próximo post abre o tema do mês mais brilhante do ano!

tee-hee

Psiu: Os leitores maravilhosos brigaram comigo por causa dessa falta de posts. A minha sugestão é que vocês passem a colaborar com a criação de conteúdo. De verdade, galerinha.

Cidade Santa Anita

Locais que trazem inspiração podem ser de qualquer tamanho, em qualquer lugar, o que traz diferenciação é realmente o significado que assumem. Um destes locais aqui em Manaus é a exposição da cidade em miniatura de Santa Anita, que nasceu ao redor de uma pequena composição e ganhou enormes proporções com o passar do tempo. A cidade como hobby representa aquilo que é difícil de perceber na maioria das vezes: o amor de um homem.

DSC_0043

Essa exposição permanente fica no segundo andar da Galeria do Largo, no centro da cidade, é pouco divulgada e o local, não sei o motivo, está na maior parte das vezes fechado, então tem que ter uma boa dose de sorte para chegar a ver.

galeria

Em apenas uma sala, conhecemos a cidade, construída por Mário Ypiranga Monteiro, poeta, jornalista, advogado e escritor, que tinha como Hobby o ferromodelismo. Anita a esposa de Mário, é a homenageada da sala, e a história deste amor é espetacular.                                                 A família da moça era contra o namoro com Mário, por motivos de que ele não era rico, não tinha perspectiva, era só um “jovem criativo”. Não podendo mais suportar a ausência, armou-se um plano, às 19:00 horas de um dado dia, as luzes da cidade foram desligadas, Mário conseguiu este feito através de um amigo que trabalhava na cia de eletricidade, então na hora marcada a moça saiu de casa e 3 dias depois perante um juiz de paz vieram a casar-se.

Mário escreveu muitos livros para Anita e seus olhos verdes, construiu a cidade e calou a boca de quem dizia que não daria certo, viveram juntos até sua morte.

Mais do que um local interessante é um lugar com muitos sentidos, é possível sentir o amor na cidade, nos poemas e cartas nas paredes, no esforço do casal para ficar juntos e uma sensação de tranquilidade exposta na cidade, a tranquilidade de quem sabe que no fim, tudo vai dar certo e “vamos rir muito disso tudo no futuro”

Nestes tempos de amores pré-fabricados, efusivos e brilhantes, mas tão duráveis quanto uma estrela cadente, é uma boa ver e sentir como é um amor construído aos poucos, trabalhado em dupla e sustentado cotidianamente. A cidade é apenas uma capelinha, que foi construída depois de muito tempo de trabalho, que cresceu junto com o casamento, e que ficou para nos lembrar de quão bom é construir algo junto com quem você ama.

Um poema do Mário, em homenagem aos casais que sonham e persistem em um amor contra a correnteza.

X

— já se calaram todas as cigarras

No bucolismo dessas horas quedas.

Não vibram mais orquestrações bizarras

Pelo silêncio bom das alamedas.

Amo-a demais. Às vezes sua ausência

a saudade deplora e eis-me a chamá-la

para que traga azul a esta querência

e um pouquinho de sol à minha sala.

Vem dela a minha glória e é dela o cheiro

De mocidade, que pelo ar se estrela.

Duvido que haja rosa em seu canteiro

Que cheire tanto como a carne dela.

223709_219363541444479_2516426_n

6 Livros Inspiradores

Sim, eu sei que hoje é 1° de fevereiro e teoricamente eu deveria mudar o disco da casa, mas como ainda tenho esse e + 1 post lindo de viver para lançar com o tema do mês que passou rápido que foi um absurdo, comecei a procurar um bom argumento para adiarmos em 2 dias o início do novo tema. Aí descobri que o primeiro post de janeiro foi lançado no dia 2, então fui salva pelo gongo e ainda temos mais ou menos 48 horas para fechar os trabalhos do mês. Ufa.

Agora vamos ao que realmente interessa: Os 6 livros inspiradores que garimpei na mini biblioteca de casa!

livros1

1.  Acredito que ao menos 50% da população mundial já leu O diário de Anne Frank, que poderia ser um diário de qualquer garota de 13 anos, se ela não estivesse vivendo no contexto mais difícil da história. O que eu realmente acho lindo é que a Anne teve a ideia de escrever o diário depois que escutou uma transmissão de rádio que incentivava as pessoas a documentar tudo que estava ligado à guerra, pois no futuro todo o material teria muito significado. Então em 1947, depois de lutar bastante pela publicação dos textos, seu pai Otto Heinrich Frank, com a ajuda da escritora Mirjam Pressler, realiza o sonho de Anne e lança o diário.

2.  Endurance é o livro com as imagens de Frank Hurley, o fotógrafo da expedição que saiu da Inglaterra em 1914 rumo à Antártida, chefiada pelo Sir. Enerst Shackleton que já havia comandado duas expedições ao pólo sul. Para a nova empreitada, Shackleton reuniu uma equipe de 27 homens com as mais diversas habilidades, formações, temperamentos, ambições. Mas aí no Mar de Weddel, o navio de madeira ficou preso por uma camada de gelo super grossa e a tripulação decidiu esperar o verão chegar, passaram 4 meses matando tempo como podiam, inclusive com a pouquíssima luz do glacial inverno. No final de outubro o navio foi esmagado como um ovo, eles só tinham 3 botes pra guardar materiais e montaram o Patience Camp no meio dos blocos de gelo para montarem um plano de regresso, assim meio que urgente, sabe?

endurance
juro que não contei nada além da sinopse.

Uma equipe que partira com um objetivo de fazer história com seu pioneirismo, mas que ficou conhecida para sempre por sua bravura, coragem, tenacidade, companheirismo e uma incrível vontade de sobreviver. Também tem o livro só com a história que é muito maravilhoso. Recomendo fortemente.

Depois que li e vi todas as fotos, adquiri o hábito de perguntar todas as vezes que me encontro em uma cilada: “O que Sir. Ernest Shackleton faria?”

3. Rafa Minha História, é a biografia do Nadal, narrada em primeira pessoa. Quem me conhece sabe, sou federista e não ía muito com a cara do espanhol, porém esse livro mudou meu ponto de vista. Rafael Nadal é uma fonte de inspiração para todos que têm um sonho, um objetivo na vida, por toda a determinação, força de vontade e inteligência emocional que possui.

livrinhos2

4. Para início de conversa, Daytripper é a HQ brasileira mais premiada internacionalmente. E foi a que quebrou meu preconceito otário, me encantou em todas as páginas com as ilustrações e o enredo fantástico, me fez ficar acordada praticamente 5 horas dentro de um avião e chorar num nível que o coleguinha do lado quis saber se eu estava bem.

Me senti incapaz de escrever uma sinopse sem oferecer muitos spoilers, então colei do site oficial. Quem leu, leu.

“Brás de Oliva Domingos tem só mais um dia de vida. Pode ser o dia em que ele conhece seu grande amor. Pode ser durante sua grande viagem da adolescência. Pode ser o dia em que ele começou a entender a família. Pode ser quando ele decidiu ajudar seu melhor amigo. Pode ser na velhice.

Os grandes momentos da vida, a família de onde você vem e a família que você constrói, ser filho e ser pai, ter amor e ser amado. No trabalho de maior sucesso dos brasileiros Fábio Moon e Gabriel Bá, toda uma existência é contada em dez capítulos – dez dias – sob a sombra constante (e mágica) da morte.

A minissérie ganhou os prêmios Eisner e Eagle, além de ter sido indicada ao Harvey e ao Shel Dorf Awards e ficado duas semanas na lista de coletâneas em quadrinhos mais vendidas do The New York Times.”

daytripper
são 30 minutos para apreciar a ilustração de cada página!

5. Eu sei muito bem que tem gente que torce o nariz para livros espíritas e se você estiver inserido no grupo, eu te aconselho a esquecer que foi um fantasma que escreveu O Amor Venceu e focar na história, porque ela é: tope show. Primeiramente porque se passa no Egito e tudo que está relacionado ao Egito é maneiro. Segundo que o livro é tipo uma novela das 9, só que melhor. São muitas confusões, personagens maravilhosos tentando resgatar a sua verdadeira existência e a discussão de grandes questões da humanidade, como o amor, ódio, a amizade, vingança e a morte.

6. Não sei em qual momento da vida despertei uma curiosidade sobre questões teóricas da Física, só sei que todos os livros eram hiper técnicos e praticamente incompreensíveis, até que nos altos dos meus 14 anos, me aparece a versão ilustrada de O Universo Numa Casca de Noz, que well…  continuou sendo uma leitura complexa, que me fez reler páginas e voltar capítulos, porém Stephen Hawking, com seu sarcasmo na medida certinha, me levou a imaginar as mil possibilidades sobre o universo que nos cerca e que somos uma ínfima partícula de uma história muito maior.

São 20% de conteúdo não aproveitado pelos leigos + 80% de conteúdo inspirador.

universo

Eu também queria citar uns livros do Carl Sagan, outros do Augusto Cury, mas o aplicativo stop please está apitando aqui e espero que vocês tenham gostado de tudo, inclusive me façam o favor de compartilhar os posts em seus respectivos perfis de tudo que é rede social, porque deu trabalho escrever e fotografar os livrinhos e eu espero retorno em forma de likes. Obrigada.

Amanhã tem o último post do tema inspiração! tee-hee

Qual é o seu primeiro passo?

Você se planejou para estar com a bala na agulha quando o ano começasse. Você sabe o que você vai fazer, sabe onde quer chegar. Só que existe uma diferença entre o que você pensa, o que você planeja, fala e o que você realmente faz. Então por alguma razão, você se vê sem força, nem motivação para transformar todas essas ideias e planos brilhantes em ação.  Já estamos nos finalmentes de janeiro e até agora nada muito concreto… Pode ser por algo que tenha te acontecido, ou por um fantasma que você não consegue reconhecer. A cama e o edredom são ímãs para seu corpo. E aqui vai um alento aos losers: isso acontece com todo mundo. To-do-mun-do! Por motivos e razões infinitas, todos nós já estivemos nessa zona desesperadora e ao mesmo tempo confortável. Se você nunca esteve, me conta o que você anda bebendo, porque eu preciso encher meu cantil.

Ok, realmente é normal passar alguns dias do mês nesse estado, afinal não somos robôs criados para aguentar tudo que é barra da vida sem dar uma reclamada, um #stop #please, só que para muita gente essa paralisia dura muito tempo, ou até uma vida inteira. Simplesmente porque não vive a vida como gostaria, se nega ser quem é, não trabalha com o que gosta. Enfim, a lista de desculpa é imensa e uma enorme armadilha, porque as criamos, acreditamos e elas acabam se tornando a nossa muleta diária. Aí o tempo passa, a vida passa e a gente não foi quem a gente é.

O que eu aprendi nos bastidores da vida nesse mês é que por mais que você não esteja se aguentando em pé, verbalizar o cansaço (ou seja lá o que for que está te fazendo pensar na possibilidade de jogar tudo pela janela) só piora a situação, a vontade de desistir aumenta e esses são os primeiros passos para cair na inércia.  O complicado é que o cérebro gosta desse estado, e aí temos que criar o hábito de ficar longe da paralisia e até mesmo mentir para ele dizendo “Está tudo ótimo, eu não estou cansadax, vamo que vamo! No pain no gain, força foco e fé” (inclusive tatuando no antebraço)

E eu digo por mim, porque esse é um exercício diário, o de não acreditar nas desculpas que a gente conta. O de ignorar aquela vozinha interna (e também existem as externas) que vive tentando nos convencer de que não estamos prontos pra sermos felizes. Semana que vem, mês que vem, ano que vem…

Vê se você mesmo já não acreditou em algumas dessas desculpas?

Se eu tivesse dinheiro, se eu tivesse tempo, se eu tivesse uma ideia, se eu tivesse começado antes, se eu tivesse uma oportunidade, se eu tivesse mais foco, se eu tivesse mais coragem, se eu tivesse outra vida

Mas e se as desculpas desaparecessem e se você fosse quem você é, quem você seria?

A minha resposta para essa pergunta eu já tenho, mas as minhas desculpas ainda não desapareceram e o que me resta é ir com todas as desculpas e me desvencilhar de todas ao longo do caminho.

Então o meu primeiro passo em direção a um ano incrível que preparei e para o qual estou pronta, eu já dei. Mesmo com percalços e quebra-molas, eu estou pronta! Um ano que inclui minha formatura da faculdade, a temporada do #porondesteves que não terá hiatos, porque afinal de contas teremos muitos posts colaborativos com gente porreta que entende do babado quando o assunto é viver e um monte de outras surpresas que eu vou contando ao longo do caminho…

E olha, aproveitando o espaço:  os primeiros visitantes da casa realmente foram maravilhosos e já espalharam amor em forma de post. Pedro, Maysa, Bia e todos os amigos que estão colaborando foram incríveis em se disponibilizarem a falar sobre os temas da casa. Então, me responde nesse post mesmo: sobre o que você quer ouvir nos próximos 11 meses? Que assuntos te interessam? E aproveita e pode sugerir também convidados brilhantes para os próximos meses. 

 Se você está na inércia e está sendo pesado começar de vez o ano, faça-se um favor e pergunte-se: qual é o primeiro e único passo? E comece! Por mais simples que a primeira ação possa parecer, ela vai te ajudar a dar o segundo e o próximo e quando você vê, já está andando!

Qual é o seu primeiro passo?

Psiu: Esse post ficou com cara de fechativo do mês, mas ainda teremos alguns até o dia 31. Que muito provavelmente serão publicados de madrugada, o único turno que estou razoavelmente livre.

6 filmes inspiradores

Esse domingo chuvoso está pedindo uma passada pela biblioteca para selecionarmos alguns filmes para nos inspirar na última semana de janeiro e render o 2014 inteiro que vem pela frente… Então fiquem com minha lista de 6 filmes e minhas cenas preferidas, que juro que não contém tanto spoiler assim e vão te deixar curiosos […]

Lost & Found

Em um pontinho do mapa no sul da Nova Zelândia, bem no meio da mata, existe um oásis construído por Blair Sommerville, que por mais de dez anos tem trabalhado sozinho em sua “Galeria Cigana Perdida”, um verdadeiro parque de diversões cheio de engenhocas, obras de arte e muita história envolvida.
 
Usando somente objetos reciclados, Blair criou um novo nível de arte transformadora. Suas criações são engenhosas, bem humoradas e recheadas de ironia.
Pegue um suco, aumente o som e conheça um pouquinho do universo profundamente inspirador, curioso e bizarro do Blair.
Eu revirei os sites procurando o vídeo maravilindo legendado e não achei, mas acredito que vale a pena assistir, de qualquer forma!
Para mim, Blair Sommerville criou um projeto de vida belíssimo e  traz tesouros que um dia foram esquecidos.
Maravilhoso, genial. Muito amor!

Hoje é dia de pizza!

Não sei para você, mas para mim o mês está voando!

O ano começou com 1001 novas atividades na minha agenda e estou criando intimidade com meu novo modelo de maratona diária.  Obviamente isso não é desculpa para deixar a casa criar teias, então nessas últimas semanas teremos overdoses dos posts que não foram distribuídos durante o mês. Um apelo: tempo, seja amigo, seja parceiro e dá uma trégua aí!

Informes dados, vamos ao que importa!

Segundo estudos (clica aqui), hoje passamos pela “Blue Monday”, a segunda feira mais triste do ano. É dívida pra pagar, é expectativa e pressão pro ano inteiro ser bom demais…

Então para superarmos essa ~bad vibe~ coletiva, vamos para a cozinha aprender a fazer pizza com a garotinha mais gracinha e mestre cuca do Brasil, a Bia!

recipepizzaa

Modo de preparo:

Misture a água morna (1/2 xícara) com o fermento e o açúcar. Deixe a agir por 15 minutos ou até espumar.  Em outra vasilha, misture a farinha com o sal e faça um buraco no centro. Junte o azeite, o fermento e a água morna (2 xícaras) no centro da massa. Misture bem até formar uma massa fina. Amasse de 4 a 5 minutos em uma superfície com farinha. Forme uma bola e deixe crescer durante 1 hora e 30 minutos. A massa deve duplicar de tamanho! Amasse por 2 minutos. Em uma superfície com farinha, abra a massa com um rolo. Com as mãos espalhe a massa até a borda do tabuleiro untado com azeite. Deixe a massa bem fininha, ela cresce bastante. Faça furinhos com um garfo e asse por 15 min. Com a massa pré-assada, acrescente molho de tomate sobre a massa e recheie com tudo que há de bom na sua geladeira. Asse por 20 min, com o forno a 180° C

Se você achou complicado, espie só a Bia e a Duda na cozinha!

cozinhabia

E ~~~TCHÃ-RÃN~~

Habemus pizza para levantar a moral na blue monday!

46427_10201107919652613_1503679290_n

Ficou oh: 1 delícia!

pizza

Moral ~~inspiracional~~ da história: Enquanto você está aí sobrevivendo a base de miojo e ovo frito por pura preguiça e medo de errar, a Bia está fazendo pizza, pães, brioches, bolos e quitutes #TRAAA

Assunto novo na casa

Bom dia, bom dia, bom dia.

Todos já começaram a usar suas respectivas agendas 2014 e quero saber  como vai essa força em plena sexta-feira. Feliz por ter mais um ano à frente pra fazer aquilo que ama? Ou de mau humor, triste com a vida, porque os próximos 362 dias serão miseráveis, tendo que fazer coisas que não te enchem de paixão e não aproveitam todo o seu potencial?

É, eu sei, eu já estive aí… e é um saco! :/

Se a segunda opção é o seu caso, te aconselho a ficar #ligadinho nos próximos posts, porque esse mês o que não vai faltar aqui é motivação e inspiração para iniciar uma mudança – mesmo que lentamente e internamente –

Agora se você está aí cheio de planos e projetos e esperanças para preencher o ano, te convido para compartilhar um pouquinho desse entusiasmo conosco e disseminar energias +, que aí o universo te retribui também.

  Eu super acredito nisso e é a primeira e mais importante coisa a se fazer: acreditar. Palavrinha que resume bem o assunto que vai rolar pelos cômodos da casa nesse mês!

Ps.: Não fique acanhado de entrar em contato para ser um convidado do mês. Vai ser maneiro.